0 Item

Pessoas que estão atravessando uma Depressão recorrentemente relatam sentir um vazio indescritível, como se o “nada” prevalecesse e o caos interno reinasse absoluto. Segundo elas, é como se a vida perdesse o sentido, o rumo, o norte, existindo vales e barreiras difíceis de atravessar. Parece que tudo perdeu o sabor, onde a luz da esperança se escondeu entre as nuvens de um céu sem brilho. Existe uma percepção de destruição interna, de uma realidade perdida e devastada pelos vendavais de uma história de vida permeada por frustrações, fracassos, abandonos, por desilusões dilaceradas. A dor emocional “apática” sangra e agoniza insistente no propósito de encontrar um sentido mesmo dentro de toda esta precariedade afetiva para reunir forças, que já são exíguas, para expandir a percepção e poder com muito custo seguir adiante.

Todo e qualquer sintoma de qualquer doença sempre traz um sentido protetivo do organismo como um todo e uma ou várias mensagens subjetivadas e que não podem ser ignoradas. No caso da Depressão, esta não se desenvolveu por acaso. Quais seriam os conteúdos subjacentes que mantêm uma pessoa em humor depressivo, em baixa de energia, em uma espécie de “desistência do viver”? Para cada pessoa, a depressão é uma depressão diferente, pois ali “residem” vivências diferentes numa história de vida particularizada.


Mesmo os sentimentos de inutilidade, falta de valor e culpa apresentam aspectos próprios que precisam ser ressignificados e avaliadas possíveis distorções cognitivas. Sempre existe uma mensagem importante por trás dos pensamentos negativos, da frustração, da desesperança. Seria frustração de quais vivências, seria desesperança exatamente do que? De si? Da vida? O que se perdeu? Como foi sua vinculação de apego? Como tem sido sua vinculação com as outras pessoas hoje? Há traumas que precisam ser trabalhados? Algo se perdeu no meio do caminho? O que não deu certo? Em qual momento você se sentiu desamparado ou desvalorizado? Quais são suas dificuldades no campo afetivo-emocional? Em suma, como é sua relação entre você, as pessoas e circunstâncias? Vale a pena salientar que por dar maior enfoque aos conteúdos psicológicos, em nenhum momento estou inferindo que a medicação não é importante.

Foto de Sharon McCutcheon no Pexels


A compreensão dos nossos conteúdos é um mergulho profundo nas águas turvas do próprio eu para vir à tona a contemplação de nossos conflitos internos e que precisam ser trabalhados. Compreender que tipos de desejos, sentimentos, emoções e comportamentos estão modelando esta experiencia e de como cada um reage às circunstâncias da vida é o caminho a ser iniciado em busca por expansão da autoconsciência. Tudo começa a partir do autoconhecimento, mesmo uma depressão que você esteja passando.


Um sintoma não é somente um sintoma em si, mas um mensageiro que traz um comunicado que precisa ser decodificado, um pedido de ajuda, é algo que precisa ser observado e cuidado criteriosamente. Caso existam circunstâncias que estão realmente fora de seu controle, o melhor a fazer é aprender a lidar com essas circunstâncias de modo a amenizar o máximo o impacto delas na sua vida. Essa avaliação precisa ser criteriosa, porque muitas vezes temos como reverter ou amenizar uma situação, mas a visão de túnel da pessoa com depressão não permite perceber diversas saídas para aquele problema e muitas vezes uma ajuda profissional é necessária para se perceber a realidade com maior fidedignidade, recuperar a autoestima, fortalecer a resiliência e desenvolver habilidades de resolução de problemas.


O que cada aspecto da sua depressão tentam comunicar é aquilo que te diz respeito e que você esqueceu de olhar, de cuidar, de trabalhar. Todos esses conteúdos precisam vir à luz através do autoconhecimento. O que os sintomas da sua depressão tenta te dizer e que não são ouvidos?

Autora
Soraya Rodrigues de Aragão
Psicóloga, Psicotraumatologista, Expert em Medicina Psicossomática e Psicologia da Saúde. Autora em 4 livros publicados. Escritora em vários portais, jornais e revistas no Brasil e exterior.

Nosso Instagram

Marcar uma Consulta

error: Content is protected !!
× Agendamento online