0 Item

Todos sabemos que nossa vida é um sopro de nada, um sonho, um sussurro. Todavia, vivemos de uma maneira tal como se fossemos imortais. Muitas coisas essenciais deixamos para depois, em um futuro próximo ou mesmo distante, na inocente crença de que detemos em nossas mãos o poder de reter o fio da vida. E se você soubesse que hoje seria seu último dia, estaria satisfeito com o que fez da sua vida? Priorizou a vivência do que de fato era importante em cada fase? Se hoje você tivesse magicamente a capacidade de rebobinar a fita de tudo o que passou, viveria diferente a sua nova vida? Escreveria uma nova história?

Se hoje fosse seu último dia, coisas que você presumia importantes são agora percebidas como irrelevantes. A maioria delas fala sobre o desejo de uma vida de tranqüilidade e paz. Tantas falam do amor. Em meio a tantos afazeres e preocupações, você parou para refletir no que de fato é valioso na sua vida? O que pode fazer com que uma existência seja bem vivida ou que valha à pena? Qual o segredo? Acredito que o amor é a essência de tudo que norteia uma vida bem vivida.

Quem tem amor na vida, vive a essência do verdadeiro milagre, dia após dia. A base para uma vida de qualidade, quer aceitemos ou não, se encontra na capacidade de amar e ser amado. O amor é a doce força que movimenta a vida, anda de mãos dadas com a humildade, faz colorido os nossos dias, nos aguça os sentidos, transborda a existência. Se recebemos amor, a nostalgia da noite se transforma em brilho, o tilintar da chuva que escorre na janela se transforma em doces recordações, a simples sopa quente em aconchego reconfortante. O amor nos traz uma nova perspectiva de otimismo, esperança e fé na vida.

Geralmente o amor – e falo de qualquer amor- não necessita de grandes provas: pequenos atos, simples gestos, atitudes que em um primeiro momento parecem insignificantes são exatamente aquelas mais valiosas. Um simples cotidiano, apenas isto. Os sapatos deixados no canto da poltrona, a roupa jogada na cama, as pétalas caídas do jarro em um compartimento qualquer da casa, a luz do sol que entra por uma fresta nos dias de verão, o calor dos abraços nos dias de inverno. Amor gera trocas energéticas, toques terapêuticos, sincronicidade, vinculo que não se explica, apenas se vivencia. O amor é o alimento do espírito que cura as feridas mais profundas da alma, é o cálice divino.

Contudo, muitas vezes durante a nossa vida, relegamos o que de fato é mais valioso, não estamos disponíveis, não estamos ali presentes; existe somente uma casca preenchida com a quimera dos padrões estabelecidos pelo mundo. O vazio é quase que completo, e para sentirmos algo tangível, tentamos nos agarrar em qualquer coisa fora de nós como aparato de segurança em uma auto fuga interminável. E assim vivemos os nossos castelos de areia, artefatos das mãos do vento, a que chamamos vida.

Não são nas grandes conquistas que encontramos o verdadeiro significado de uma vida com sentido. Não são nos diplomas pendurados na parede, nem mesmo na mansão de luxo que te faz sentir poderoso. Somos mesmo ansiosos por amor e o que mais desejamos do fundo do coração é um amor verdadeiro e bem vivido.

Neste ano que se inicia, faça diferente, veja a vida com novos olhos, se de uma chance não apenas de viver mais uma fase, de não ter, mas de ser vida plena e abundante. Amplie a sua visão de mundo. Você precisa somente se dar uma chance para apreciar um por do sol, sentir as ondas do mar acariciarem o seu corpo, perceber o calor do sol no seu rosto. Sorrir para a vida e agradecer sempre por estar vivo. Veja além, muito além do que o mundo quer te inserir, te enquadrar, do que quer te oferecer. Seja seletivo sem ser intolerante. A partir de agora viva uma vida mais consciente.

De todas as conquistas que você fizer na vida, que o amor seja a mais sentida, a mais vivida. Que seja a tua maior riqueza, o teu mais profundo conhecimento, a tua morada, a tua melhor realidade e a tua maior herança. Escolha o amor para sua vida.

Autora
Soraya Rodrigues de Aragão
Psicóloga, Psicotraumatologista, Expert em Medicina Psicossomática e Psicologia da Saúde. Autora em 4 livros publicados. Escritora em vários portais, jornais e revistas no Brasil e exterior.

Nosso Instagram

Marcar uma Consulta

error: Content is protected !!
× Agendamento online